domingo, 30 de dezembro de 2018

O CORRETOR AUTOMÁTICO DE TEXTO

O corretor automático tem seus pontos fracos bem documentados, mas ele é muito bom para transformar os termos sem sentido que você digita no computador em algo compreensível. E, por isso, temos que agradecer a um homem chamado Bill Vignola.
O corretor automático, no início, tinha problemas com os palavrões. E a Microsoft não podia sugerir ao usuário a palavra "motherfucker", por exemplo! Então, a tarefa de extirpar as palavras vulgares do dicionário esteve nas mãos de Christopher Thorpe, na época um estagiário de 19 anos.
1
Como Thorpe diz à Wired, tudo foi inspirado por um cara que enviou um e-mail a Bill Gates reclamando que seu sobrenome era corrigido para algo, digamos, anatômico. Sempre que Bill Vignola digitava seu próprio nome no MS Word, explicava o e-mail para Gates, ele era automaticamente alterado para Bill Vaginal. Acredita-se que Vignola notou isso às vezes, mas não sempre… Seu e-mail passou pela cadeia de comando até chegar a Thorpe. E Bill Vaginal não foi o único a reclamar: Thorpe lembra que o banco Goldman Sachs estava irritado, pois o Word alterava o nome para "Goddamn Sachs" (Maldito Sachs).
[https://gizmodo.uol.com.br/criador-corretor-automatico/]
2
Dizem que eu não gosto dos computadores, mas são os computadores que não gostam de mim. Um dia uma moça foi me ajudar com um trabalho e levou um computador. Agora eles têm um recurso que corrige palavras. Então a moça foi digitar meu nome. Meu nome completo é Ariano Vilar Suassuna. "Ariano" passou sem problemas. Aí, quando a moça digitou "Vilar", o computador sugeriu "Vilão". E "Suassuna", talvez pelo número de "esses", virou "Assassino"! "Ariano Vilão Assassino"! É por isso que eu digo, são os computadores que não gostam de mim...
– Ariano Suassuna, em uma entrevista no "Programa do Jô".
[https://blogdopg.blogspot.com/2007/06/ariano-e-os-computadores.html]
3
Escrevia-se a autobiografia de um modo absolutamente solitário - sem a "peruação" de estranhos. Os originais eram escritos à pena (molhando o bico na tinta frequentemente), com a caneta ou numa máquina de escrever.
Mas isso, antigamente.
Hoje, sabe o que acontece quando alguém mal começa a digitar a autobiografia?
 O Clippy aparece!
[http://blogdopg.blogspot.com/2011/11/autobiografia.html]
4
Lembrando Clippy...
"Como é que eu não sei sobre isso? Eu perdi Clippy (por razões óbvias), e nunca entendi o ódio que algumas pessoas tinham por ele (ela? Eu não sou muito bom em sexagem de clipes)." ~ Linus Torvalds
Os nostálgicos podem agora adicionar Clippy (ou qualquer um de seus amigos) em suas páginas na internet. Clippy me passou seu endereço, o do "retiro dos artistas" em que ele curte seu ócio com dignidade.
[https://www.smore.com/clippy-js]
Original: EM, 26/10/2018

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

INFINITUDES

Ninguém realmente sabe o que é o infinito. Ele incomoda físicos e já levou matemáticos para o hospício, mas é fundamental para entender o mundo.

o infinitamente pequeno
tem o mesmo direito à existência que
o infinitamente grande

Existe diferença entre o infinitamente grande e o infinitamente pequeno?
Sim, e é uma diferença praticamente infinita. O infinitamente grande tende ao infinito, enquanto o infinitamente pequeno tende a zero, embora ambos sejam infinitamente imensuráveis. Matematicamente, o primeiro é simplesmente infinito, e o segundo seria 1 dividido por infinito. Um tratamento possível de coisas infinitamente pequenas foi descoberto com a invenção do cálculo, por Isaac Newton e Gottfried Leibniz. Já o tratamento de números infinitamente grandes ganhou força depois de Cantor.
In: Infinito, esse troço que não acaba, de Salvador Nogueira
=================================================
30/08/17, 7h - Em resposta a @EntreMentes:
"A matéria e as forças se expandem no universo infinito, onde nossa lógica antropomórfica não alcança e isto nos é indiferente." - Panta Rhei.
30/08/17, 17h - Em resposta a todos:
Panta Rhei foi Heráclito, o Obscuro. Em algum momento da antiguidade, ele adquiriu este epíteto porque seus ensinamentos eram "incompreensíveis".
Heráclito era conhecido por sua insistência na mudança como sendo a essência fundamental do universo. [1] [2]
"Ninguém entra duas vezes no mesmo blog. Tudo flui." - @EntreMentes
06/09/17, 2h - Em resposta a resposta a todos:
"Se eu sou algo incompreensível, meu Deus é mais." - Gilberto Gil
Original: EM, 29/08/2017

terça-feira, 30 de outubro de 2018

CRIAÇÃO

Da Terra
Ainda que eu seja um darwinista convicto não deixo de ficar maravilhado com esta versão criacionista da Terra segundo o cartunista Gary Larson.

Original: EM, 21/02/2008
Dos bichos
DEUS: Quantos animais ainda tenho que fazer?
ANJO: Dois.
DEUS: E quantas pernas ainda temos?
ANJO: Cem.
CENTOPEIA: Legal.
SERPENTE: Droga.
Ler também:
A PRIMEIRA CIRURGIA DO MUNDO
Pós-criação
Deus delegou a Adão a responsabilidade de dar nomes aos bois e aos bichos em geral.
Então, Adão saiu por aí dando os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo.
Gênesis 2:20
Alguns vieram à mente do primeiro homem com certa facilidade. O nome da rã, por exemplo. Outros, nem tanto, dentre estes os nomes para o hipopótamo e o ornitorrinco.
Adão levou seis dias para concluir o nomeamento, e no sétimo descansou.
Deus gostou do que viu e, meio que sondando, comentou que Adão seria a pessoa mais indicada para designar os animais pelos nomes científicos.
Adão não gostou do que ouviu e tratou logo de arranjar uma boa desculpa. Não ser fluente em latim, lhe pareceu a melhor. Sabe Deus, a primeira flor do Lácio não é para já. Deixemos com Lineu para começar essa taxonomia etc. ~ PGCS
Original: EM, 28/09/2018

domingo, 30 de setembro de 2018

O POETA CARIMBADOR

Vou chamá-lo de Carimbador Poeta, em alusão ao "Carimbador Maluco", do roqueiro Raulzito. Não fosse a citada referência, melhor seria inverter a ordem dos termos para chamá-lo de Poeta Carimbador.
Ele foi uma dessas pessoas que eu vi somente uma vez na vida. Como muitas outras, aliás.
Sentou-se à mesa em que eu estava no Estoril, onde eu batia ponto nas noites de sexta-feira, (*) e declarou-se um outsider. Em seguida, da surrada mochila que trazia consigo, ele sacou algo que eu não identifiquei de imediato o que seria.
Seria um livro? Era.
Tinha uma capa de papelão preto, em que se lia AQUI ESTOU DEVAGAR SE ATROPELA COM CARINHO, e o formato quase quadrado.
Pus-me a folhear o livrinho que, entre outras esquisitices, continha folhas de diferentes qualidades que se alternavam.
Era um livro de micropoemas.
O prefácio como que a traduzir o espírito do autor:
Quando me perguntam / como é que eu estou / respondo que estou bem / no meio da confusão / com um olho na polícia / e outro no ladrão.
Uma particularidade: o livro não era o produto de uma gráfica convencional. Nem de um mimeógrafo, o invento de Thomas Edison em 1876 que, tempos depois, deu sustentação a uma geração de poetas marginais no Brasil.
Strictu sensu, o poeta não pertencia à geração mimeógrafo. Daí aqueles poemas e ilustrações terem sido impressos por uma equipe de colaboradores... com carimbos!
E o preço?
Uma pechincha. Sem entrar no mérito do conteúdo, só pela originalidade.
Guardo até hoje o meu exemplar autografado. É o 161/250. No qual encontrei os nomes de quem versejou, programou, carimbou e recitou-o em via pública.
Moral da história - O Estoril era uma festa.
(*) Onde andam Sitonho, Alemão e Baleia, o expedito trio de garçons do Estoril?
FICHA TÉCNICA
POETA Carlos Erre Vaz
PROGRAMADOR GRÁFICO VISUAL Parrote
CARIMBOS Dulcemira Ltda.. Rua Aurora, 182
TIPÓGRAFO DI Guilherme
CARIMBADORES Parrote, Edson, Selma e Carlos
RECITAIS DE RUA Selma Bustamante e Carlos
São Paulo, Fim de 1982
Original: LT, 12/08/2018

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

QUADROS

1
Sobre o quadro Poeta, de Leon Girardet:
É uma cena romântica: um rio (ou será um lago?), um barco, um poeta e três raparigas em flor. O poeta faz um recital dos últimos poemas que escreveu. Cada uma das moças deve se imaginar a própria musa inspiradora de um, vários, muitos desses poemas... Até de todos, se uma delas for bisavó da Luana Piovani.
A propósito, não é uma cena contemporânea. O figurino das pessoas mostra que não pertencem ao nosso tempo. O bardo mantém uma distância respeitosa das três raparigas, que se acotovelam num dos cantos da embarcação. A qual, por sua vez, está quase encalhada no capim aquático.
Mas... há remos no barco à espera de braços dispostos. Não se faça de rogado, meu poeta. Está a terminar a leitura do livro em suas mãos, agora é empunhar os remos. E levar o barco, as moças, a si próprio para novas paisagens. Onde o enlevo, o encanto, o arrebatamento, tudo é feito sem palavras.
Sim, faça isto. Embarcou: tem de remar. Para não ser depois recomendado à Sociedade dos Poetas Mortos nas Calças.
Original: EM, 22/06/2007
2
Sobre o quadro The Son of Man, de Rene Magritte:
Este é provavelmente um dos quadros mais famosos do pintor surrealista.
Ele definiu-o desta forma:
"Tudo o que vemos esconde outra coisa, e nós queremos sempre ver o que está escondido pelo que vemos."
O que está escondido pelo que vemos?
Resposta: O Filho do Bruxo
Original: EM, 27/01/2013
3
Sobre o quadro Mona Lisa, de Leonardo da Vinci:
Um perito de arte fez publicar que não é a verdadeira Mona Lisa que está exposta no Louvre. É apenas a pintura para a qual ela posou.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

SISTEMA MÉTRICO

É um sistema de medição internacional decimalizado, que surgiu pela primeira vez na França, durante a Revolução Francesa, em virtude da dificuldade de funcionamento do comércio e da indústria devido à existência de diversos padrões de medida.
No sistema métrico, ou Sistema Internacional de Unidades, um mililitro de água ocupa um centímetro cúbico, pesa um grama e requer uma caloria de energia para aquecer um grau centigrado - o que é 1 por cento da diferença entre seu ponto de congelamento e seu ponto de ebulição. Enquanto, no sistema americano, a resposta para "Quanta energia é necessária para ferver um galão de água que se encontra à temperatura ambiente?" é "Foda-se", porque você não pode relacionar diretamente nenhuma destas unidades. ~ Josh Bazell.
Em 1962, o Brasil emitiu um selo de 100 cruzeiros comemorativo dos 100 anos do sistema métrico no País.
Países não métricos
Você pode nomear dois países que ainda não adotaram o sistema métrico?
De acordo com o The World Factbook, publicado pela Central Intelligence Agency (CIA), o Sistema Internacional de Unidades é o sistema oficial de medidas para todas as nações do mundo, com exceção de Mianmar, Libéria e Estados Unidos. Algumas fontes, no entanto, identificam a Libéria como um país métrico.
Russ Rowlett opina que "os EUA adotaram o sistema métrico em 1866. O que os EUA não conseguiram fazer foi restringir ou proibir o uso de suas unidades tradicionais em áreas que tocam o cidadão comum: construção, transações imobiliárias, comércio varejista e educação".
Para melhor ou para pior, os Estados Unidos continuam sendo um dos dois ou três países que não adotaram oficialmente o sistema métrico. No entanto, a recusa dos Estados Unidos a adotar este sistema não foi por falta de insistência.
Em 1975, o Congresso aprovou a Lei da Conversão Métrica (Metric Conversion Act), que declarou o sistema métrico como o sistema preferencial dos Estados Unidos, e o Conselho Métrico (U.S. Metric Board) foi criado para implantar esta conversão. No entanto, a experiência métrica dos Estados Unidos provou ser de curta duração. Como seria de esperar, muitos motoristas se confundiam com as alterações nas placas, e cogitaram em substituí-las por aquelas em que as distâncias eram indicadas pelas unidades de medida anteriores. E a Lei de Conversão Métrica e o Conselho Métrico foram desmantelados apenas sete anos depois de terem sido criados.
Cerca de 40 anos mais tarde, o país continua comprometido com o seu padrão habitual de medição.
Como é gostoso dirigir em quilômetros
Em consonância com a ideia da conversão, as placas de trânsito da rodovia Interestadual 19, que liga Tucson, Arizona, ao México, foram à época alteradas para que as distâncias fossem mostradas apenas em quilômetros.
Felizmente, a estrada foi capaz de preservar sua identidade única, graças aos esforços dos moradores da região que não queriam prejudicar seus negócios. O que, presumivelmente, aconteceria com a perda da singularidade da rodovia I-19. Assim é que ela permanece, até hoje, como a única estrada nos EUA em que as distâncias são indicadas aos motoristas unicamente em quilômetros.
No entanto, se você estiver disposto a esquecer as milhas, pegue a Interestadual 19 só para ver como é gostoso dirigir em quilômetros.
Depois de uma tentativa de curta duração nos EUA para alinhar o país com o resto do mundo, esta estrada (I-19) foi deixada no sistema métrico
Um processo mnemônico para o sistema métrico

Webgrafia
http://blogdopg.blogspot.com.br/2016/01/como-e-gostoso-dirigir-em-quilometros.html
http://blogdopg.blogspot.com.br/2017/11/como-e-pratico-o-sistema-metrico.html
https://alessandrorossini.org/tag/metric-units/
http://www.atlasobscura.com/places/i19-americas-only-metric-interstate

sábado, 30 de junho de 2018

TERRA: O PLANETA E O MITO

Desde que o mito da Terra Plana foi desacreditado pelo matemático Eratóstenes, [1] [2] pelas circum-navegações  náuticas, pelos voos aeronáuticos, pelas viagens espaciais e pelas pesquisas da Estação Espacial Internacional, os terraplanistas foram ficando sem chão.
Resta-lhes agora o argumento de que se a Terra fosse redonda seria uma "redondeta" e não um planeta. Vamos e venhamos, é muito pouco para a STP, uma sociedade que ainda tem uma grande número de adeptos ao redor da Terra. [3]
En seu favor, a Sociedade da Terra Plana também dispõe desta imagem de um eclipse lunar em que a Terra projeta sua sombra na Lua. A sombra de um disco.
Além disso, a foto mostra que a Terra é sustentada por elefantes, e estes, por sua vez, vivem sobre o casco de uma enorme tartaruga, como descreviam os antigos.
O que estaria a pensar este quelônio?
Por que, sendo eu uma criatura do espaço, tenho patas para nadar? Por que há elefantes em minhas costas e mais esta rocha monstruosa? Preciso me acasalar, onde é que estão as outras tartarugas do espaço?
Do outro lado, o que estariam a pensar os terraplanistas?
Será que alguns deles, depois de uma passagem pela Terra Oca, já embarcaram na hipótese da Terra Cúbica? [4]
Pois bem, um flatearther está prestes a embarcar num foguete artesanal para pôr tudo em discos limpos. Na verdade, eles não acreditam mais naquela história que envolve elefantes e tartaruga. Para eles, o Sol e a Lua movem-se em órbitas circulares acima da superfície da Terra Plana. Como abutres em torno da comida (não gosto desta imagem).
Para eles, o Polo Norte fica no centro da Terra Plana e o Polo Sul é a sua borda de catupiry. Assim como está no brasão da ONU.
Gente,
Por falar em ONU, precisamos acabar com essa guerra milenar contra os terrraplanistas.
Você conhece um deles? Então, dê-lhe as boas vindas ao "realvorecer da Idade da Pedra" e estenda a mão para ele. Que mal pode haver nisso?
Original: EM, 11/05/2018

quarta-feira, 30 de maio de 2018

AUTORRETRATO FALADO

Ainda não tirei aquela fotografia com uma fita métrica ao fundo. Mas, asseguro-lhes, minha estatura não é alta. Aliás, é baixa - e com viés de baixa pelo fator idade. Também fui baixo no Coral Universitário.
Quanto ao peso, segundo o IMC, estou com sobrepeso. O que vem me dificultando manter a insustentável leveza do ser.
Cabelo estilo Elis Regina. Já tive grandes costeletas para provar que Elvis não morreu. Faço barba e bigode exatamente nestes.
Olhos: castanhos, de encantos tamanhos (como diz o fado), e que abrigam lentes implantadas; sob eles, bolsas de gordura que não aprenderam seu lugar com a cirurgia plástica.
Sobrancelhas que não se juntam na linha média. Ainda bem, pois eu não gostaria de ser um monobrow.
Nariz fino, meio inadequado para apoiar os óculos. Tenho estes numa versão para o dia e noutra para a noite, usadas na base do tanto faz.
Orelhas: de abano na infância, beneficiadas pela correção espontânea. O que contraria a ordem natural dos petelecos já levados.
Lábios: finos e sem herpes.
Rugas atribuídas à idade e à gravidade. As rugas, como disse o sambista, fizeram residência no meu rosto, não choro para ninguém me ver sofrer de desgosto.
Pescoço curto. Mas que dá para passar uma gravata.
Tórax pilífero.
Ombros resolutos que desafiam bursites.
Mãos pequenas. Unhas periodicamente limpas, quando as corto bem rentes. Não compactuo com suas mentiras.
De modo indevido, já ostento a tal barriga da prosperidade. Em sua parte inferior, a barriga se afunila em uma espécie de apêndice. Cabisbaixo ou não, ele pende sempre para a esquerda.
Pernas algo arqueadas para quê, meu deus, se não vou entrar num saloon.
Calçando 38, duplo (quero dizer, nos dois pés).
Sem sinais particulares. Bem, no flanco esquerdo, eu tinha um sinal que, ao perder a minha estima, mandei um cirurgião amigo retirar. Só tornaremos a nos encontrar no Dia do Juízo Final. (Não, não é com o cirurgião que eu vou me encontrar.)
Original: EM, 25/09/2015

segunda-feira, 30 de abril de 2018

SEXTA-FEIRA 13

A afinidade da sexta-feira com o dia 13
"A ciência é a maneira de entender a realidade com a mínima crença." - Jorge Vagensberg
Nick Berry diz que o 13º dia do mês é mais provável acontecer numa sexta-feira do que em qualquer outro dia da semana.
O gráfico abaixo mostra a frequência deste fenômeno nos últimos 400 anos.
Como pode ser isso?
Em um show de aritmética e astronomia, Nick Berry explica por que se dá essa afinidade do dia 13 (e dos dias 6, 20 e 27) com a sexta-feira.
Mas para ver como é a explicação, você tem de ir ao site DataGenetics.
Quanto ao 13, não há nada de azarado com ele, é apenas um número.
E as pessoas não sofrem de má sorte durante o dia 13. Sofrem de um termo descrito pelos psicólogos como amnésia seletiva.
O que isto significa?
Que as pessoas só se lembram dos eventos que correspondem e reforçam suas crenças. Por outro lado, seus cérebros ignoram ou desfocam os eventos que conflitam com elas.
Curiosidade - O calendário gregoriano foi, na verdade, proposto por Aloysius Lilius, um médico de Nápoles.
Original: EM, 13/06/2014
O empirismo da má sorte
Estudo
Tendo em conta que hoje é sexta-feira 13, é, portanto, o melhor momento para examinar a questão de saber se os resultados socioeconômicos das pessoas nascidas no dia 13 do mês e daquelas nascidas na sexta-feira 13 diferem dos resultados das pessoas nascidas em dias mais auspiciosos.
Os pesquisadores Dr. Jan Fidrmuc e Dr. Juan De Dios Tena Horrillo realizaram um dos raros estudos em grande escala que tenta esclarecer o assunto.
"Nós investigamos o assunto em questão usando o UK Labor Force Survey  (LFS), uma pesquisa trimestral nacionalmente representativa das famílias em todo o Reino Unido. A cada trimestre, o Office for National Statistics (ONS) entrevistou cerca de 60 mil domicílios, com mais de 100 mil respondentes individuais com idades entre 16 anos e mais. Nós usamos dados de 1999 a 2011, o que nos deu cerca de 3,9 milhões de observações."
Resultados
Os nascidos no dia 13 ou na sexta-feira 13 não precisam perder muito sono sobre as circunstâncias desfavoráveis ​​de seu nascimento.
"Encontramos pouca evidência de que ter nascido num dia 13 ou numa sexta-feira 13 esteja  associado dramaticamente com piores resultados no mercado de trabalho ou no casamento. Nossos resultados indicam um pequeno aumento na probabilidade de que os homens nascidos no dia 13 estejam empregados e uma pequena diminuição na probabilidade de que eles permaneçam solteiros."
Os autores deixam para o leitor decidir se ficar solteiro é boa ou má sorte.
O documento pode ser lido aqui, na íntegra, Friday the 13th: The Empirics of Bad Luck (in: Kyklos, Volume 68, edição 3, páginas 317-334, Agosto de 2015).
Via Improbable Research, edição de 13 de maio de 2016.
Original: EM, 13/01/2017
Uma superstição a menos
"Eu costumava ter esta superstição com a sexta-feira 13, mas ouvi dizer que dava azar, então parei!"

sexta-feira, 30 de março de 2018

O BLOQUEIO DO ESCRITOR

1
É o fenômeno psicológico pelo qual um escritor profissional perde a inspiração, o fluxo criativo e, como consequência, a capacidade de escrever. Este bloqueio pode levar horas, dias, semanas ou meses e, em casos extremos, anos ou até o resto da vida, o que tem levado alguns escritores ao afastamento de suas atividades.
As razões para isso não são totalmente claras, mas acredita-se que responde a diferentes fatores psicológicos, tais como a tensão e a depressão, ou ligados a problemas pessoais. Alguns acreditam que o bloqueio ocorre quando o escritor sofre distrações frequentes e precisa isolar-se por um tempo. Outros argumentam que, quando um escritor publica livros bem sucedidos e premiados, passa a ter dificuldades para continuar a escrever com medo de não manter o nível de sua obra.
Neste link que remete o leitor ao Journal of Applied Behavior Analysis (JABA) há um interessante artigo de Dennis Upper, intitulado The Unsuccessful Self-Treatment of a Case of “Writer’s Block” (O Fracassado Auto-Tratamento de um Caso de “Bloqueio do Escritor”). Pode ser lido de uma assentada, visto que o artigo completo (43K) apresenta conteúdo vazio (alguém já disse mais com menos palavras?). Resume-se ao título, mas já foi citado 60 vezes.
O artigo foi publicado – sem revisão – com este entusiasmado comentário do Revisor A:
Eu estudei cuidadosamente este manuscrito, com suco de limão e raios-X, não detectando um só defeito no projeto ou no estilo da apresentação. Sugiro ser publicado sem revisão.
Não é uma réplica ao artigo, é só um comunicado: Esses bloqueios eu resolvo sempre com o Google e a Wikipédia.
Original: EM, 08/08/2014
2
"Se eu esperasse a perfeição, eu nunca escreveria uma palavra." ~ Margareth Atwood
Um diálogo
Vou me matar.
Por que isso, companheiro?
Nenhuma ideia nova... Não consigo escrever nada...
Ora, tente mais um pouco.
Não vai adiantar. É bloqueio do escritor.
Então, está esperando o quê?
Eu não sei o que colocar em minha carta de suicídio.
A solução é protestar
Original: Em, 01/01/2015
3
Se você tem algo para terminar: um ensaio, uma carta, esta novela - e você não consegue terminá-lo no devido tempo, você pode acabar no Writers' Block.
Em uma prisão para escritores criminosos pobres, este curta-metragem de animação da Wonky Films mostra os infortúnios de uma gangue interna que, controlando o roteiro de suas próprias vidas, tenta reescrevê-lo para fugir.
Original EM, 19/01/2018

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

FARINHA DE MANDIOCA

"... o primeiro elemento de adaptação, acomodação e de conquista do português." ~ Célia Corsino

Provérbios
Sábado de aleluia, carne no prato, farinha na cuia.
Não há carne sem osso nem farinha sem caroço.
Farinha pouca, meu pirão primeiro.

Não é só na memória afetiva dos brasileiros que a mandioca é importante – dela, Jorge Amado escreveu em seu "Navegação de Cabotagem": "onde quer que esteja levo o Brasil comigo mas, ai de mim, não levo farinha de mandioca e sinto falta todos os dias, ao almoço e ao jantar". [1]

"Comida de pobre é farinha: engrossa o que está fino, esfria o que está quente e aumenta o que está pouco." ~ Otacílio Correia. [2]

Em 1817, na “Revolução dos Padres”, em Pernambuco, eles deixaram de fazer hóstias de trigo para fazê-las com tapioca. Mandioca, portanto. [3]

O Brasil não está fora do hábito da entomofagia. Na Serra da Ibiapaba, no Ceará, por exemplo, há pessoas que destacam as "bundas" das formigas tanajuras (fêmeas aladas das saúvas, que aparecem em grande quantidade no início da estação chuvosa e que são capturadas) para fritá-las, misturá-las com farinha de mandioca e... comê-las! [4]

Diálogo [5]
— Gosta de mulher?
— Muito.
— E de farinha?
— Vixe!!!

Diálogo [6]
Cearense vivia em uma ilha deserta há dez anos.
Um dia aparece uma estupenda loura, com roupa de mergulho, que vai até ele e diz.
Quanto tempo faz que você não fuma um cigarro?
Dez anos!
Ela abre um bolso impermeável de sua roupa, de onde tira um maço de cigarros. Cearense pega um, acende, dá uma tragada e diz:
Aí sim!
Ela pergunta:
Há quanto tempo  você não bebe um uísque?
Dez anos!
Ela abre outro bolso, tira um frasco de uísque e lhe entrega. Cearense toma um longo gole e diz:
Bom demais!
Então, ela começa a abrir o zíper da roupa de mergulho e pergunta:
Há quanto tempo você não come o que mais gosta?
Fresque, não. Quer dizer que você tem farinha aí dentro?

"Pererê não come nada sem farinha." ~ Ivete Sangalo [7]

:-( Mas a sorte desandou /Quando eu cheguei a Alagoinha / Bexiga deu na nega / Catapora na filhinha / Morreu o meu tatu-bola / Filho do tatu-bolinha / Roubaram o meu facão / Com todo o aço que tinha / Vinte couros de boi manso / Só no bocal da bainha / Morreu minha capoeira / Das quatrocentas galinhas / Gorgulho deu no feijão, colega / E mofo deu na farinha. ~ Dorival Caymmi ou domínio público [8]

Canto de capoeira
"Ô Inácio, ô Inácio
Mulher casa não come
Farinha do mesmo dia
Se ela come, ela morre
E seu filho não se cria." [9]

[1] http://www.tijolaco.com.br/blog/mandioca-e-os-idiotas/
[2] http://blogdopg.blogspot.com.br/2013/07/farinha.html
[3] http://www.folhape.com.br/noticias/noticias/especial/2017/03/06/NWS,19975,70,563,NOTICIAS,2190-O-PAO-TRIGO-FOI-SUBSTITUIDO-PELA-TAPIOCA-VINHO-PELA-CACHACA.aspx
[4] http://blogdopg.blogspot.com.br/2008/08/entomofagia.html
[5] http://blogdopg.blogspot.com.br/2017/10/quatro-antonios.html
[6] http://issuu.com/shadown21/docs/jornal_dez2017
[7] http://pt.wikipedia.org/wiki/Perer%C3%AA
[8] http://blogdopg.blogspot.com.br/2014/08/fiz-uma-viagem.html
[9] http://www20.opovo.com.br/app/opovo/vidaearte/2014/10/04/noticiasjornalvidaearte,3325103/notas-politicas.shtml

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

PÉROLAS PARA POUCOS

Pérola de sururu
À relação dos moluscos formadores de pérolas (mexilhões, amêijoas e principalmente ostras) devemos acrescentar também o sururu. A partir da experiência por que passou o genealogista e historiador Ormuz Simonetti ao se deliciar com um caldo de sururu. 
Bem, deixemos que ele mesmo descreva como encontrou esta pérola.
Original: Linha do Tempo, 20/05/2011
Quanto custa uma pérola de sururu?
(respondendo a uma pergunta de Kaka Andrade)
Kaka,
A pérola sempre foi muito apreciada ao longo da história da humanidade.
Um exemplo disso foi o fato de que, no apogeu do Império Romano, quando a febre das pérolas estava no auge, Júlio César, conhecido por suas conquistas amorosas, ofereceu a Servília Cepião uma pérola no valor de seis milhões de sestércios.
Uma pérola de ostra, Kaka. Irritada com um cisco na algibeira, uma ostra gerou aquela pérola maravilhosa para Servília Cepião.
Fosse uma pérola de sururu não teria aberto o caminho do sucesso para Júlio César. Nem as pernas da cortesã.
Quem foi ela:
Servília Cepião foi uma patrícia romana, [carece de fontes] descendente de Caio Servílio Ahala, [carece de fontes] amante de Júlio César, esposa de Décimo Júnio Silano [carece de fontes] e de Marco Júnio Bruto, o Velho, [carece de fontes] com quem teve Bruto. [carece de fontes],
Ela era também irmã de Quinto Servílio Cepião [carece de fontes] e meio-irmã de Marco Pórcio Catão Uticense (Catão, o Jovem) [carece de fontes] e Pórcia Catão. [carece de fontes]
Sua filha, [carece de fontes] Júnia Segunda, meio-irmã de Bruto, foi casada com o triúnviro Lépido [carece de fontes], com quem teve um filho, Marco Emílio Lépido Menor, [carece de fontes] executado por planejar o assassinato de Otaviano. [carece de fontes]
Outra filha, [carece de fontes] Júnia Tércia, meio-irmã de Marco Júnio Bruto [carece de fontes] e sobrinha de Catão, o Jovem, casou-se com o senador Caio Cássio Longino. [carece de fontes]
Marco Júnio Bruto e Caio Cássio Longino foram os assassinos [não carece de fontes] de Júlio César.
Original: EntreMentes, 21/12/2016
Testes para pérolas
P - Como saber se uma pérola é verdadeira?
Imergindo-a em vinagre de vinho branco! O vinagre tem de 5 a 7% de ácido acético, uma concentração suficiente para corroer o carbonato de cálcio, mas não o plástico. Então, se ela é uma pérola verdadeira vai se dissolver. Mas se é falsa, ela permanecerá intacta.
P - Pergunto-me se a acetona dissolveria uma pérola de verdade.
É altamente duvidoso que isto possa acontecer. O carbonato de cálcio é pouco solúvel em água e ainda menos solúvel em acetona.
Eu trabalho com pérolas e acetona. É uma regra de ouro que você não deve usar acetona em uma pérola porque tende a corroer o brilho. Pérolas são a última coisa que você deve pôr antes de sair de casa (depois do perfume, maquiagem, spray de cabelo etc.) e a primeira coisa que você deve tirar quando voltar para casa.
Você pode facilmente determinar se um ovo Fabergé é verdadeiro por esmagamento. Os falsos não se quebram como o legítimo Fabergé.
Quando eu era criança, minha mãe gostava de me enganar. Estávamos comendo peixes, e ela me mostrou uma pequena bola branca dizendo "Olha, eu encontrei um pérola em meu peixe". Só mais tarde eu descobri que era apenas um olho de peixe. Gostaria de saber se existe uma dica a respeito disto.
Em 1969, a atriz Elizabeth Taylor ganhou de seu então marido, o ator Richard Burton, uma pérola de 37 mil dólares que veio a perder. A pérola foi depois encontrada no estômago de seu cachorro.
P - Como recuperar a pérola após o seu teste destrutivo?
Se você deixar que o vinagre se evapore naturalmente a pérola ressurgirá, assim penso.
Bon mot: "A arte nasce da dor como a pérola." ~ Monteiro Lobato
Original: EntreMentes, 12/01/2018