quarta-feira, 30 de novembro de 2016

SAGUAROS

1
Continuam chegando ao Awkward as fotos de famílias em situações constrangedoras. Uma das mais recentes apresenta uma delas com seus membros fantasiados de cactos.
Uma observadora mais atenta sugeriu que eles são certamente saguaros (Carnegiae gigantea). Uma espécie de cacto muito comum nos desertos norte-americanos e que chega a viver 200 anos. Apenas aos 75 anos é que esse tipo de cacto começa a desenvolver seus primeiros ramos.
Faz sentido: papai e mamãe têm dois "braços", os filhos mais velhos deles, apenas um, e o caçula, nenhum ainda.
Original: 02/07/2009
2
Como já disse, os saguaros crescem muito lentamente e podem viver até 200 anos. Aos 9 anos, eles apresentam cerca de 15 cm de altura. E, aos 75 anos, é quando começam a desenvolver seus primeiros braços.
Quando adultos, os saguaros alcançam a altura de 15 metros e o peso de 10 toneladas. Isso, eventualmente, pode causar algum problema.
As consequências da queda de um saguaro: 
http://i.imgur.com/GWf5qKE.jpg
Os saguaros armazenam uma grande quantidade de água. Por isso, podem salvar sua vida se você estiver morrendo de sede, no meio do deserto. Bem, você poderia ir até aquela casa e pegar uma cerveja na geladeira. Mas, com o cacto, agora você tem opções.
Original: EM, 04/11/2015
3
Existe uma sociedade totalmente dedicada aos saguaros com crista. É a Crested Saguaro Society.
A crista é uma excrescência semelhante a um leque.que ocorre naturalmente em cactos graças a um fenômeno chamado fasciação.
A CSS coleciona fotos e informações desses cactos com crista que vivem no Arizona, Califórnia, Nevada e México.
Atualmente, conta com mais de 2.200 imagens protegidas por espinhos:
"Qualquer uso sem autorização é uma violação dos direitos de autor. Ver as imagens no website não confere direitos ao uso ou à publicação, mesmo que seja dado crédito."
Original: EM, 14/10/2016

domingo, 30 de outubro de 2016

O CHEIRO DOS LIVROS

Matija Strlic, um químico da Universidade de Londres, num estudo realizado em 2009, identificou 15 diferentes substâncias (compostos orgânicos voláteis, conhecidos como COV) que são liberadas pela degradação dos livros. No sentido físico, bem entendido.
Eles liberam tais substâncias a uma taxa previsível. Usando este conhecimento científico, bibliotecários e afins podem agora "farejar" um livro para determinar sua exata situação. E desse modo concluir se o livro está precisando de um serviço de preservação urgente.
Sobre o cheiro dos livros, o escritor de ficção científica Ray Bradbury, autor de Fahrenheit 451, uma vez disse: "Não há futuro para os e-books, porque eles não são livros".
"Eles cheiram a óleo queimado", acrescentou.
Original: EM, 26/08/16
Por que os velhos livros cheiram tão bem?
Especificamente o papel, de que são feitos os livros, tem uma grande quantidade de celulose, que é formada por moléculas de glicose, e de lignina, outro polímero orgânico complexo encontrado nas células das plantas. Com o tempo esses produtos químicos reagem à luz, à temperatura e à umidade do ambiente, e decompõem-se liberando compostos orgânicos voláteis (COVs), que são convertidos em gases e vapores, os quais, em seguida, misturam-se com o ar.
Existem diferentes tipos de compostos orgânicos voláteis, e o cheiro do livro vai depender do papel usado em sua impressão. Em adição aos componentes orgânicos do papel, o cheiro também tem a ver com as tintas, a cola, o barbante e outros artigos utilizados na encadernação.
Por exemplo, se o livro exala algum aroma floral é provavelmente devido à presença de 2-etil-hexanol, um tipo de álcool com um odor característico.
Vídeo: Why do old books smell so good?
Fuçar também: O cheiro dos livros
Para os booklovers
A revista Wallpaper encomendou ao mestre perfumista Geza Schoen a criação de uma fragrância baseada no cheiro de livros "para celebrar toda a sensualidade gloriosa de livros". A ideia é que esse novo perfume, o Paper Passion, relaxe você, como quando você lê um livro, a um nível de meditação e concentração.
Original: EM, 07/10/16

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O TEXTO DAS ARANHAS

A aranha no relógio
Em 1932, Louise Thompson notou que uma pequena aranha tinha entrado em seu relógio despertador. Isso não era algo assim tão surpreendente, mas logo ela notou que a aranha estava tentando tecer uma teia entre o ponteiro das horas e o ponteiro dos minutos, o que seria uma tarefa praticamente impossível, porque eles se mexiam rasgando a teia.
Mas a aranha persistiu em seu ofício.
Louise e seu marido ficaram atentos nos dias seguintes, pensando que a aranha acabaria por desistir, mas ela não desistiu.
A notícia se espalhou, a mídia se interessou pelo assunto, e a próxima coisa que aconteceu, você sabe, foi a aranha virar uma celebridade. O relógio foi levado com a aranha para a Universidade de Akron para estudo.
Pessoas de todo o mundo passaram a acompanhar a saga da pequena aranha, e John A. Twamley, de Rochester, Nova Iorque, escreveu um poema em sua homenagem.
Algumas pessoas, no entanto, ficaram horrorizados com todo aquele espetáculo. Em particular, os membros da Akron Humane Society que deploraram a prisão do aracnídeo (no caso, uma auto-prisão). Eles queriam que a aranha fosse logo libertada. Mas alguns cientistas foram contrários. Diziam que, fora do relógio, a aranha iria sucumbir no frio do inverno.
Lembrem-se que tudo isso aconteceu em 1932, no auge da Grande Depressão, e o apelo popular exercido pela aranha torna-se fácil de entender. Os tempos eram difíceis, e a aranha oferecia uma lição de perseverança diante dos contratempos.
The spider that waged a battle against a clock, por Alex Boese. In: About Entertainment
Original; EM, 08/08/2016
A aranha que inspirou Bruce
Lembram-se da história da aranha no relógio?
A história tem todos os elementos de uma fábula clássica. A aranha servindo como uma metáfora para a luta universal contra o tempo e a adversidade. Apesar de sofrer constante derrota, ela não esmorecia e continuava (fiando e porfiando) tentando construir a teia (a aranha vive do que tece, apud Gilberto Gil), sem se importar com as dificuldades insuperáveis.
A prisão da aranha no relógio apenas acrescentava um toque moderno à fábula, atualizando-a para a década de 1930.
Na época da saga do aracnídeo, alguns escreveram sobre a semelhança entre a aranha no relógio e a aranha que, certa vez, inspirou o rei escocês Robert the Bruce (gravura).
A "Lenda de Bruce e a  Aranha" (com a aranha colocada em primeiro lugar na edição de Sir Walter Scott, em 1828) conta que, durante uma fuga, o rei escocês escondeu-se em uma caverna escura onde passava o tempo assistindo a uma aranha que construía uma teia.
Inspirado pelo esforço incessante de aranha, Bruce fortaleceu o espírito para derrotar os ingleses na Batalha de Bannockburn.
Original: EM, 15/08/2016
Dizer "te amo" é fácil
Difícil é dizer...
A ARANHA ARRANHA A RÃ. A RÃ ARRANHA A ARANHA.
Original: EM, 06/09/2012

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

CLASSIFICAÇÃO DE SEXO

Sexadores de pintos e de cochinilhas
Este termo se refere à pessoa que faz a seleção de pintos por sexo. Na Classificação Brasileira de Ocupações, a CBO, do Ministério do Trabalho e Emprego, encontra-se sob o código 6235-25, e deste profissional se requer que tenha: 1) nível médio de escolaridade; 2) prática de um a dois anos no local de trabalho.
Que faz o sexador de pintos? Poucas horas após o nascimento destes, examina as características da cloaca, a tonalidade da penugem e a forma da asa para fazer a separação dos pintos por sexo. Com este trabalho, o sexador antecipa as utilizações específicas para essas aves.
A CBO não registra, mas descobri que existe também o sexador de cochinilhas: o profissional que separa estes insetos conforme o sexo. Mas que faz isto exclusivamente com as espécies de cochinilhas que apresentam interesse comercial. Como, por exemplo, com as espécies das quais se extrai o corante carmim. E, como este corante é encontrado somente no corpo das fêmeas, daí a necessidade de serem elas previamente identificadas.
Para ler no trabalho: Sexador de cochinillas: Un oficio con futuro (em espanhol). Aqui.
Original: EM, 19/05/2008
A customização do gênero
O conceito de gênero está se ampliando – aos poucos, novas classificações vão sendo adotadas, dando espaço para definições que vão muito além do feminino e masculino.
O AfroReggae, que luta pela equidade de gêneros por meio do projeto Além do Arco-Íris, se uniu à Artplan para uma nova iniciativa, o "Dicionário de Gêneros".
Idealizada pela agência de publicidade, o projeto conta com um site colaborativo, que aborda e descreve os gêneros. A proposta é desmistificar, sem delimitações nem recriminações, grupos que estão excluídos dos dicionários da língua portuguesa – e, portanto, não contam com um reconhecimento "oficial".
O "Dicionário de Gêneros" traz à tona o momento que estamos vivendo. No Facebook dos EUA, por exemplo, já foram liberados mais de 56 possibilidades de gênero (andrógeno, "trans", "cisgênero", "bigênero", "agênero" etc.). No Brasil, são 17.
Original: EM, 13/03/2016
Sistemas informatizados de classificação de sexo
Você pode dizer o sexo de uma pessoa a partir de apenas um vislumbre de suas sobrancelhas? Poderia um sistema informatizado fazer o mesmo?
Para descobrir isso, um estudo foi realizado por Yujie Dong (da Universidade de Clemson) e Damon L. Woodard (da Universidade da Flórida) em 2011. Usando algoritmos sobre oito características de reconhecimento biométrico em imagens de sobrancelhas, eles foram capazes de determinar o sexo de uma pessoa com uma precisão média de acerto de 96 por cento.
Mas as sobrancelhas não são, de maneira alguma, a única opção disponível para os sistemas informatizados de classificação de sexo. Já estão documentadas outras possibilidades, que incluem: corpo, forma das mãos, unhas, marcha, gesto, penteado, calçados, voz, estilo de blogue etc.
Em estilo de blogue a acurácia é 88,5 por cento.
Original: EM, 01/06/2016

terça-feira, 12 de julho de 2016

ROLA-BOSTAS

A bola e o besouro
A bola conduzida por um "besouro", por ser a Jabulani, é leve, muito fácil de ser levada. Mas, como não existe besouro grande assim, acredito que a figura acima seja o resultado de uma montagem fotográfica.
Só que o criador da imagem pegou pesado.
Por usar uma imitação do besouro rola-bostas, que tem este nome devido ao costume de rolar esferas de esterco pelas pradarias, e por acrescentar à imagem uma legenda nada cordial: SOCCER IS SHIT!
Ele deve viver em um país onde se joga o futebol com as mãos.
Original: EM. 11/09/2010
A vida vertiginosa de um rola-bostas
Life
Sometimes you roll the shit, sometimes the shit rolls you.
Original: EM, 04/02/2014
O padrão rola-bostas
"Picasso es comunista, yo tampoco", disse Salvador Dalí em 1951, em um célebre jogo de palavras que significa: “Picasso é comunista, eu também não”.
É justamente este senso de humor (de Salvador Dalí) que me fascina, e é algo inexistente na direita brasileira atual, carola, enfadonha, moralista. E sem cultura.
Cynara Menezes, Socialista Morena
"Machuque os ricos e veja quão rapidamente os seus servos vão reagir."
Os rola-bostas da imprensa brasileira (olavo, reinaldo, augusto, rodrigo etc) encaixam-se à perfeição neste padrão.
Por quê?
A gente atira no que vê e acerta no que não vê.
Original: EM, 27/03/2014
Uma fantástica maneira de navegar
Se você é um escaravelho, você deve passar uma boa parte de sua vida dançando por aí sobre o topo de uma bola – uma bola de cocô que, com alguma sorte, acabará por se tornar o jantar. Mas os pesquisadores que dedicam suas vidas ao estudo dessas criaturas da coprofagia dizem que eles adquiriram uma adaptação surpreendente.
De acordo com um estudo publicado na revista Current Biology, escaravelhos podem tirar "snapshots" (instantâneos) de seus arredores e usá-los para navegar. Os cientistas acreditam que eles navegam à noite, orientando-se pela parte visível da Via Láctea – aquele pálio aberto que cintila nos céus dos locais onde não há poluição luminosa.
Ora (direis) olhar estrelas! Certo, perdeste o senso! E eu vos direi, no entanto, que os escaravelhos olham para as estrelas. E que, por conta dessa aptidão, já foram homenageados em outro estudo que deu o prêmio Ig Nobel à bióloga Marie Dacke.
Original: EM, 14/05/2016

domingo, 12 de junho de 2016

ILHA DOS CORNOS

Em 1994, o médico e poeta cearense Caetano Ximenes Aragão (1927 - 1995) publicou pela Maltese o seu "Ilha dos Cornos".
Com este livro, o médico-poeta Caetano encontrou, no dizer do jornalista Blanchard Girão, uma maneira de ironizar a vaidade e o complexo de superioridade machista do homem brasileiro.
Para escrever esta sátira fina e mordaz, Caetano rebuscou os mais remotos arquivos da cultura humana, foi às Mitologias Grega e Egípcia, percorreu as obras dos clássicos da Literatura Universal, seus maiores romancistas e escritores modernos e da Antiguidade, e pesquisou o cancioneiro musical popular e os nossos violeiros.
A "Ilha dos Cornos é uma gozação em estilo erudito. Veja-se, a exemplo, como Caetano Ximenes, ao tempo em que anuncia a boa nova, convoca a todos os cornos do mundo para que venham conhecer sua "Ilha":
"Cornos do mundo todo – uni-vos.
"Soprem todas as trombetas mesmo as de Jericó, soe o Schofar, ouçam-se os Berrantes, toquem as Cornamusas e todas as Cornucópias, e o Sonner du Cornet se eleve, levando-se a todos os quadrantes da Terra a boa nova, isto é, a fundação da pátria dos cornudos."
Caetano é também autor de "Romanceiro de Bárbara" (1980), um poema-livro que retrata a personagem Bárbara de Alencar e os eventos da Confederação do Equador. Tive a honra de privar da amizade deste inesquecível colega e de estar com ele em várias antologias de prosa e poesia que, na década de 1980, foram publicadas pela Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, seção do Ceará.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

HISTÓRIAS COM MATHEUS

NATÁLIA EM BISCUIT
Não o conheço. Mas ele, segundo a minha filha Natália, chama-se Airlan e cria bonecos de porcelana (biscuit) que são perfeitos. Na maioria das vezes, os modelos (involuntários) de suas estatuetas são popstars como Madonna, Britney Spears e Amy Winehouse.
Embora não faça parte de tão famoso universo, Natália teve a honra de ser modelada em porcelana pelo artista cearense.
Ficou bonita a peça e acho que bastante fiel ao modelo. Mas não sou um conhecedor emérito sobre o assunto.
Por isso, baseio-me no reconhecimento que fez o neto Matheus, que tem apenas dois anos de idade. O meu neto, o qual, assim que viu em nosso apartamento a pequena reprodução em porcelana da Natália, já foi logo exclamando:
- Tataia!
É porque sei que criança não aceita ser ludibriada. E tem sido assim desde o dia em que um certo rei desfilou nu.
LT, 08/11/2008
PASSANDO EM REVISTA
Durante a temporada argentina de seus pais, Matheus esteve sob os cuidados dos avós paternos (Elba e eu). Algumas vezes, o neto foi levado por minha mulher para se entreter um pouco nas residências de familiares.
Eis um destes instantes, quando ele, envergando o uniforme de tenente-brigadeiro (só o quépi), de Antônio Pinto Macedo, irmão de Elba, passava em revista o apartamento de dona Zaíra.

Fotógrafa Meirinha
LT, 08/01/2010
MARCADOS PARA MORRER
"Eu já tive um passarinho que fugiu, um cachorro que mordia, um hamster que sentaram em cima..."
Comentário de Matheus, aos 8 anos. Após receber um aquário com dois peixinhos-dourados marcados para morrer por falta de espaço, água com dejetos, parasitas, inanição ou excesso de comida, estresse, solidão etc.
Inédito
O DINOSSAURO QUE SABE ABRIR PORTAS
Estava incutindo em meu neto Matheus, de 9 anos, algumas ideias a favor da Teoria da Evolução das Espécies.
Falava sobre os animais que, durante o processo evolutivo, tinham se dado bem no quesito inteligência: o chimpanzé, o golfinho, o elefante, o cão e, last but not the least, o homem. Citando ainda o corvo, o papagaio e o polvo, graças ao sistema de cotas para aves e moluscos.
Nisso, o neto me interrompe:
- E o velociraptor é inteligente?
- Se fosse, ele não era chamado cientificamente de mongoliensis.
- Mas ele sabe abrir portas.
É... Lembrei-me de que já vi um deles abrindo uma porta. Onde? No "Parque Jurássico", que eu aposto haver sido a fonte de informação do garoto.
Depois que ele me confirmou isso, eu expliquei:
- Só acontece no filme, Matheus. Os dinossauros foram extintos há 60 milhões de anos. Quando eles dominavam a Terra, a espécie humana ainda não tinha surgido. Muito menos as portas, que são feitas pelos homens.
Notei que ele ficou meio despontado. Um dia retorno ao assunto para lhe dizer que, pelo menos na redação do blog EM, os velociraptores continuam vivinhos da silva, como se um grande asteroide nunca tivesse atingido a Terra.
Eles aparecem... quando aqui se comemora alguma marca de acessos alcançada:

ESTAMOS NO BLOGUE SEM INCIDENTES
COM VELOCIRAPTORES HÁ EXATOS ____ DIAS
Sou lá besta de perder o ISO 14000.
LT, 21/02/2016

terça-feira, 12 de abril de 2016

NO BALANÇO DA REDE

O que eu disse e o que outros disseram sobre "a primeira peça do mobiliário brasileiro"

"Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede."
"A Casa" - Toquinho e Vinicius

"Os negros de senzala nunca se adaptariam à rede, dormiam no chão. Senhoras brancas tentavam convencer a negra a usar a rede, principalmente após a maternidade. Quando a usavam desde meninos, os negros permaneciam fiéis à rede. Era comum dizer-se que "negro que não zela sua rede, não zela seu amo", além disso acreditava-se que o uso da rede amansava o escravo."
Câmara Cascudo

"Há uma locução proverbial, que eu literalmente realizei. Era em Corumbá: tinha sete para oito anos, embalava-me na rede, à hora da sesta, em um quartinho de telha-vã; a rede, ou por estar frouxa a argola, ou por um impulso demasiado violento da minha parte, desprendeu-se de uma das paredes e deu comigo no chão. Caí de costas; mas assim mesmo de costas quebrei o nariz, porque um pedaço de telha, mal seguro, que só esperava ocasião de vir abaixo, aproveitou a comoção e caiu também."
Relato do autodeclarado "mais caipora de todos os homens", o desafortunado Sr. Matias Deodato de Castro e Melo, personagem suicida do conto "Último Capítulo", de Machado de Assis.

Na montagem do slideshow FOTOS RARAS, a imagem que me deu mais trabalho para conseguir foi: "uma rede de dormir preta". Inclusive tive de pesquisá-la como "black hammock". Se não tivesse sucesso na pesquisa, o meu Plano B seria: "uma rede de dormir com uma preta".


Rede e televisão:
Já tenho uma e outra. O que me falta?
Uma rede de televisão.

"Às vezes sentava-me na rede, balançando-me com o livro aberto no colo, sem tocá-lo, em êxtase puríssimo. Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante."
"Felicidade clandestina" - Clarice Lispector

"Que prazer mais um corpo pede
Após comido um tal feijão?
— Evidentemente uma rede
E um gato para passar a mão..."
"Feijoada à minha moda" - Vinicius de Moraes

"O cearense não emigra, apenas muda a posição da rede."
Padre Antonio Vieira, de Iguatu

Orangotangos são primatas inteligentes. Nemo, uma orangotango fêmea de 14 anos, atração do Nakhon Ratchasima Zoo, na Tailândia quer tirar um cochilo à tarde, mas dormir no "colchão de molas concreto" pode não ser muito confortável. Veja como ela lida com o problema. VÍDEO
Original: EM, 28/12/2015

sábado, 12 de março de 2016

NECROLÓGIOS

O necrológio de Douglas Legler, motorista de caminhão em Dakota do Sul, foi uma obra-prima da concisão.
Dizia simplesmente: Doug morreu.
Foi publicado em um jornal local, sob uma foto de Douglas, sorridente.
Ele era um sujeito bem-humorado, gostava de música country e, ocasionalmente, de frequentar um cassino. Deixou escrito com uma filha como exatamente queria que fosse o seu necrológio.
Jacó vai colocar um anuncio no jornal.
- Gostaria de colocar uma nota fúnebre sobre a morte da minha esposa, diz ao atendente.
- Pois não, quais são os dizeres?
- Sara morreu!
- Só isso? - espanta-se o rapaz.
- Sim, Jacó não quer gastar muito.
- Mas o preço minimo permite até 5 palavras.
- Então coloca: Sara morreu. Vendo Monza 94.
Original: EM, 22/11/2015
O bom e não tão velho Dr. Fesmire
Vamos sentir muita falta (incluam-me fora disso) do Dr. Francis M. Fesmire (foto), que faleceu na sexta-feira passada (30). Ele, que foi um dos vencedores do Prêmio Ig Nobel de Medicina, em 2006, com o seu estudo médico Termination of Intractable Hiccups with Digital Rectal Massage (Interrupção de soluços incuráveis com massagem retal digital), e que foi também, em 2008, agraciado com o prêmio Herói de Medicina de Emergência, do American College of Emergency Physicians. Dr. Fesmire gostava de comparecer nas solenidades de premiação do Ig Nobel, desde o ano em que ele ganhou o seu galardão. Ah, o bom e não tão velho Dr. Fesmire, com a sua mão enluvada e o caridoso estoque de gel KY, sempre se oferecendo para aplicar a sua técnica, gratuitamente, a qualquer membro da platéia que estivesse em necessidade!
Original: EM, 06/02/2014

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

EM CARTAZ - IV

MEMORIOL B6 DE AIRES
Produção brasileira de 2002. Conta a história de Aires, um provecto senhor que é obrigado a tomar diariamente um granulado à base de acetilcisteína para não piorar da pneumopatia crônica. Sujeito a lapsos de memória, Aires também tem de tomar um segundo remédio. É o que faz com que ele se lembre de tomar o primeiro, no dia seguinte. Cenas em flashback mostram a vida que podia ter sido e que foi. Tosse, tosse, tosse. Aires sempre tossindo por não tomar o primeiro remédio, por não ter tomado o segundo na véspera. Febre, hemoptise, dispneia e suores noturnos. Mandou chamar o médico, que não veio. Na madrugada, a vitrola rolando um tango, tocando Piazolla sem parar... Mandou chamar o agente funerário, que veio esfregando as mãos de contentamento. Filme liberado sem cortes pela Anvisa, exceto o rolo 13 que foi interditado cautelarmente.
A SÍNDROME DE GOLDFIELD
Produção norte-americana-sul-africana de 2014. Lucy, a personagem principal do filme, sofre um acidente de carro e isso faz com que tenha uma lesão no cérebro em que ela perde a memória de curta duração. Lucy consegue lembrar-se somente dos fatos ocorridos anteriormente ao acidente, e os fatos que passam a ocorrer após o acidente só permanecem em sua memória até ela dormir. Assim, quando ela acorda não consegue se lembrar de nenhum fato ocorrido no dia anterior e, dessa forma, ela sempre revive o mesmo dia, sem perceber que isso está acontecendo. Lucy é portadora da síndrome de Goldfield, cuja principal característica é a perda da memória de curta duração com o sono. Neste filme, Lucy assiste diariamente ao "Como se fosse a primeira vez" ("50 first dates", do diretor Peter Segal), por não se lembrar de já ter visto muitas, muitíssimas vezes a comédia romântica de referência.
QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO?
Produção brasileira de 20013. Remake do filme homônimo, filmado na Índia em 2008, o qual foi indicado para dez Oscars, obtendo oito. Nesta nova versão, o enredo da película foi adaptado para contar a história real de um bilionário brasileiro que, mercê de sua ousadia falencial, transformou-se em um milionário – admirado até pelo Papa Francisco. Financiado pelo próprio milionário, o filme brasileiro de 2013 teve um orçamento bem mais modesto, a começar pelo orçamento do pôster (►) que foi usado na divulgação.
EM CARTAZ - I
EM CARTAZ - II
EM CARTAZ - III

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

PEGADINHAS NA AREIA

1
Uma noite um homem teve um sonho. Sonhou que estava andando na praia com o Senhor enquanto, no céu, iam se passando cenas de sua vida. Para cada cena que se passava, ele percebia que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um feito por seus pés e o outro, pelos pés do Senhor.
Quando a última cena de sua vida se passou, o homem olhou para trás, para as pegadas na areia, e notou que, muitas vezes, havia apenas um par delas. Notou também que isso acontecera nos momentos mais difíceis de sua vida.
Aborrecido, perguntou ao Senhor:
- Senhor, uma vez Tu me disseste que andarias sempre comigo, em todo o meu caminho, mas notei que, durante as atribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque, em meus momentos mais difíceis, Tu me deixaste...
O Senhor respondeu:
- Meu precioso filho, eu te amo e jamais te abandonaria em tuas dificuldades. Mas, onde viste na areia apenas um par de pegadas, isso foi coisa do Homem Invisível.
Original: EM, 02/03/2009
2
O Senhor respondeu:
- Os povos da areia sempre andam em fila única para esconder quantos são.
My[confined]Space
Comparar com a versão anterior.
Original: EM, 18/12/2011
3
Voltei a sonhar com "Pegadinhas na areia".
Desta vez, prestei mais atenção aos detalhes do sonho e, assim, cheguei a uma conclusão, digamos, teomórfica:
Deus calça 38!
Como cheguei a essa conclusão? Elementar, meu caro leitor. Fui comparando o tamanho das pegadas que íamos deixando na areia. Eram iguais em comprimento e largura.
Como calço 38, logo:
Deus calça 38 no Brasil, 39 na Argentina, 40 na Europa e 7.5 nos Estados Unidos e Canadá.
Eu que fiz todas essas conversões. Apesar de que ninguém é profeta em sua terra.
A Bíblia não toca no assunto, mas essas diferentes escalas de como medir os pés são consequências menos lembradas da Torre de Babel.
Original: EM, 18/09/2015

sábado, 12 de dezembro de 2015

ANTOLOGIAS DA SOBRAMES CEARÁ

A Nacional Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames) completou, em 2015, seu Jubileu de Ouro, não acompanhando o rumo incerto de muitos grupamentos literários. Igualmente, a Regional Ceará se encontra com vida longa e, neste ano, produz sua 32ª Antologia. O fruto revela a árvore. A Sobrames-CE tem a força do sertanejo nordestino que não sucumbe às agruras da seca. Recupera-se nas primeiras chuvas e revive seu espírito de luta. Ela não é apenas um frio CNPJ. Muito mais que isto, ajuda-nos a manter vivos nossos sonhos e espíritos criativos.
Mensagem da Presidente Celina Côrte Pinheiro
1981 VerdeVersos *
1983 Encontram-se *
1984 Temos um Pouco *
1986 Criações *
1987 Sobre Todas as Coisas *
1989 Letra de Médico *
1990 Efeitos Colaterais *
1991 Meditações *
1992 Outras Criações *
1993 Esmeraldas *
1994 Prescrições *
1995 Amostras Grátis *
1996 Antologia até Agora *
1997 Literapia
1998 Recidivas
1999 Sinais Vitais
2000 Palpitações
2001 Impulsos
2002 Anseios da Face
2003 Para os Devidos Fins
2004 Veia Poética
2005 Rima Labial
2006 Inspiração
2007 Queixa Principal
2008 Achado Casual *
2009 Ressonâncias Literárias *
2010 Receitas Literárias *
2011 Passeata Literária
2012 Murmúrios Literários
2013 Letras que Curam
2014 Digno de Nota
2015 Ritmo Literário
















* ANTOLOGIAS DAS QUAIS FUI COLABORADOR - PG

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

PODE UMA ESCOVA DE DENTES DESAFINAR?

Alguém se lembra daquelas escovas de dentes dos anos 90 que tocavam uma musiquinha dentro da boca? Era uma música única que durava cerca de dois minutos, tempo considerado suficiente para uma prática de escovação. E as crianças eram obviamente o público alvo dos fabricantes das tais escovas musicais.
Como a música reverberava na cabeça, acredita-se que tenha ali começado o conceito de música-chiclete. Aquela música bobinha que fica tocando sem parar na cabeça de alguém até o dia do cometimento do suicídio.
Um destes infelizes me relatou como conseguiu se libertar do vício musical. Ele costumava cantar em harmonia com a escova até ser expulso da banda. Na ocasião, ele não ofereceu qualquer resistência para ficar. Mas sabe o que aconteceu depois? No ano seguinte, a banda ganhou um Grammy de música latina. Até hoje ele se lamenta.
Vi na internet que é possível medir a frequência de vibração de uma escova elétrica com a utilização de um afinador de violão, guitarra ou baixo. As escovas Sonicare, por exemplo, já vem afinadas de fábrica em Dó. Aparentemente, esta nota é agradável para os autistas que passam a caprichar na escovação dos dentes. Mas não há evidências científicas a respeito desta hipótese, o que me leva a divulgar a notícia "cum grano salis".
No PubMed, há um estudo científico em que quatro escovas motorizadas (Sonicare, Philips / Jordan Sensiflex HX2520 / Braun Braun 3D e D8) tiveram suas frequência oscilatórias avaliadas através de um vibrômetro de varredura a laser, e não sei qual se mostrou significativamente superior a não sei quantas em não sei o quê.
Na figura abaixo, o leitor vê uma escova vibrando em C (Dó). Esta frequência foi registrada por um afinador Snark para ukulele, cuja afinação padrão é gCEA. Violão, guitarra elétrica e baixo de quatro cordas não apresentam a corda C em sua afinação padrão, então considero explicado.
Não é piada. Minha velha escova de dentes anda vibrando em B (Si). Como não tenho ouvido absoluto nem sensor de vibração em casa, eu tive de recorrer a um método particular para chegar a tal conclusão.
Passei as cerdas da escova nos dentes durante alguns segundos. Esforçando-me para memorizar a altura da nota que estava sendo emitida e, talvez, eu nem devesse chamar aquele ruído de nota. Em seguida, sem desperdício de tempo, peguei o violão que eu deixara por perto (exatamente para evitar a repetição de certas baixarias). E, finalmente, identifiquei a nota com o auxílio do violão: B(Si)
Acredito que a minha escova tenha desafinado ao longo de sua vida útil. De tanto roçar sobre o tártaro.
Original: EM, 04/09/2015

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

OUTRAS COMPARAÇÕES

MAIS...
... bem informado do que gerente de funerária.
... chato do que chinelo de gordo.
... pesado do que sono de surdo.
... enrolado do que briga de polvos.
... baixo do que voo de marreca choca.
... gorduroso do que telefone de açougueiro.
... babado do que boi com aftosa.
... demorado do que enterro de rico.
... corado do que bunda de mandril.
... falso do que nota de três reais.
... folgado do que colarinho de palhaço.
... grosso do que dedo destroncado.
... perigoso do que barbeiro com soluço.
... difícil do que varrer escada para cima.
... fácil do que a tabuada do 1.
... desajeitado do que embrulho de velocípede.
... perdido do que calcinha em lua-de-mel.
... grosso do que reboco de igreja.
... frouxo do que calça de palhaço.
... por fora do que braço de caminhoneiro.
Original: EM, 05/08/2015

A comparação, segundo Hênio Tavares, é o confronto de dois ou mais objetos em que depreendemos algum ponto de contato. E, como tal, é um dos recursos básicos da linguagem humana.
Portanto, não subestimemos a importância da comparação; esta constitui o primeiro passo da metáfora (PGCS).


COMPARAÇÕES

sábado, 12 de setembro de 2015

UNIVERSOS PARALELOS

Os universos paralelos realmente existem?
"Em 1954, Hugh Everett III, um jovem candidato ao doutorado da Universidade de Princeton, apareceu com uma ideia radical: a existência de universos paralelos, exatamente como o nosso. Esses universos estariam todos relacionados ao nosso. Na verdade, eles derivariam do nosso, que, por sua vez, seria derivado de outros. Nesses universos paralelos, nossas guerras surtiriam outros efeitos dos conhecidos por nós. Espécies já extintas no nosso universo se desenvolveriam e se adaptariam em outros, e nós, humanos, poderíamos estar extintos nesses outros lugares.
Isso é enlouquecedor e, mesmo assim, compreensível. Noções de universos ou dimensões paralelos, que se assemelham aos nossos, apareceram em trabalhos de ficção científica e foram usadas como explicações na metafísica, mas por que um jovem físico em ascensão arriscaria o futuro de sua carreira propondo uma teoria sobre universos paralelos?"
Joshua Clark, traduzido. InComoTudoFunciona
Comentário
É possível transitar de um destes universos para outro através de portais que se abrem em momentos especiais. Ou apenas dar através deles umas espiadas básicas.
Na figura abaixo, um habitante de um universo SEM toalete, aproveitando que os portais estão abertos, dirige-se apressadamente para um universo COM.
Original: EM, 12/12/2013
A comunicação através de portais
Em ficção científica e fantasia, o universo paralelo é uma realidade autocontida em separado, coexistindo com a nossa própria realidade.
Essa realidade em separado pode variar em tamanho de uma pequena região geográfica até um novo e completo universo, ou vários universos formando um multiverso.
Acima, insiro uma misteriosa e enigmática xilogravura (Universum: Urbi et Orbi) que representa imaginativamente o conceito fantástico e surreal sobre os universos paralelos. A comunicação entre eles se dá através de portais ou gateways que, por magia ou tecnologia, criam passagens instantâneas para os protagonistas das histórias.
Abaixo, acrescento uma atualização científica do conceito de universos paralelos:
Original: EM, 03/07/2015
Relacionada: O BRASIL ALTER.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

DESAFIOS

Bits and Pieces
1. O desafio do balde de gelo
Inspirado no desafio, ao qual não têm faltado o apoio de muitas celebridades (pelo menos, nos Estados Unidos), alguém propôs praticá-lo em proporções maiores.
Aumentando-o com sustentabilidade.
Este é o projeto, melhor dizendo, o croqui de uma máquina perpétua de arrecadar dinheiro – dinheiro infinito. A ser todo aplicado nas pesquisas com ELA. a esclerose lateral amiotrófica.
Agora vai haver grana para a cura da doença.
N. do E.
Não liguem para a ausência de gelo. A queda d'água já é bastante gelada.
Original; EM, 27/08/2014
2. O desafio Charlie, Charlie
Lembram-se do desafio do balde de gelo?
Rápido como veio, logo degelou. Embora o desafio tivesse o nobre propósito de angariar fundos para ajudar os pacientes com esclerose lateral amiotrófica.
Agora, a nova mania na internet é tentar falar com um espírito que atende pelo nome de Charlie. Charlie de Tal. Na lista dos espíritos suspeitos, encontrando-se: Chaplin, Chan, Hebdo e o menino Brown, nenhum é mexicano.
No Instagram e no Vine, pessoas têm publicado vídeos em que aparecem realizando o novo desafio. E, no Twitter, a hashtag #charliecharliechallenge chegou a ter mais de 1,5 milhão de publicações num único dia.
Nesse suposto ritual de invocação de espíritos, dois lápis ficam cruzados um sobre o outro, sobre uma folha com as palavras "sim" e "não" escritas.
Alguém pergunta: "Charlie, Charlie, você está aqui?". Então, um dos lápis se move.
Se o lápis se move para o "sim" é que Charlie está presente. Muitos ficam assustados com a sinceridade de Charlie, gritam e saem correndo da sala. Sangue de Cristo, o espírito está ali apenas para dar conselhos pelo método binário!
E se o lápis se move para o "não"? Charlie não está presente. Excluída a possibilidade de ele ter passado, quem sabe, uma procuração a outro espírito, você está diante de um paradoxo.
É bom lembrar ainda que esse desafio tem regras. A mais importante delas é sempre se despedir do espírito ao terminar a sessão. Isso ou, então, correr o risco de se meter no olho de um Poltergeist.
E quando o lápis não se mexe?
Bem, esse resultado só acontece se ninguém soprar o lápis.
Original: EM, 27/08/2015
3. O desafio da borracha
Os estudantes de uma escola secundária de Connecticut não estão usando lápis somente para tomar notas. Alguns estão esfregando a pele de seus braços e pernas com borrachas de lápis até o ponto da mutilação.
Os administradores da escola em Bethel Middle School enviaram recentemente uma carta aos pais dos alunos pedindo que eles conversem com seus filhos sobre um jogo perigoso chamado de desafio da borracha (eraser challenge).
O jogo, explica a carta, envolve crianças que fazem o "apagamento" da pele, enquanto pronunciam as letras do alfabeto (com uma palavra para cada letra). Assim que chegam ao "Z" (de zombie), eles param e, em seguida, compararam os danos que a fricção com a borracha causou na pele.
Como eles compartilham as borrachas, a prática pode ser preocupante para a saúde, pois eles podem compartilhar também os fluidos corporais.
"Muitos terminam o desafio com ferimentos graves em seus braços", diz a professora Doris Murphy. Ela acredita que a pressão dos colegas é a força propulsora responsável pela propagação do jogo.
No entanto, o desafio não é um problema isolado de uma escola secundária em Connecticut. Uma pesquisa no YouTube mostra vídeos de adolescentes em todo o país que lesionam-se a si mesmos com borrachas. Além disso, há relatórios que revelam que o jogo já é praticado há tempos.
N. do E.
O desafio Charlie, Charlie não passa de uma inocente brincadeira diante do desafio da borracha. Feito com dois lápis cruzados sobre uma folha de papel com respostas à disposição de um suposto espírito, o Charlie no máximo provoca algum susto ou carreira nos praticantes. Acha John Walkenbach que um sopro sutil já explica 95 por cento dos casos, ficando os 5 por cento restantes para os demônios em geral. Concordo com ele.
Original: EM, 01/06/2015

domingo, 12 de julho de 2015

BUZZINANDO

Buzz
Nascido Edwin Eugene Aldrin Jr., o apelido de garoto pelo qual é conhecido — Buzz (zumbido, em inglês) — foi dado por sua irmã pequena que o chamava de "Buzzer" (cigarra, em inglês) — tentando pronunciar a palavra "Brother" (irmão) —, depois encurtado para Buzz. Nos anos 1980, ele mudou legalmente seu nome para Buzz. O nome de solteira de sua mãe, coincidentemente, era Marion Moon (Moon significa Lua em inglês).
No início, parecia que Edwin "Buzz" Aldrin teria a honra de ser o primeiro homem a pisar na Lua. No entanto, faltando apenas três meses para a pioneira viagem tripulada da Apollo 11 ao satélite da Terra, a NASA anunciou que Neil Armstrong seria o primeiro a pisar na Lua.
A principal razão dada pela NASA, ao tomar essa decisão, foi a de que a localização e o modo de abrir da escotilha do módulo lunar dificultariam a saída em primeiro lugar de Aldrin, que estaria no comando do módulo. Já para Armstrong, ao ser aberta a escotilha, este poderia sair sem qualquer dificuldade, deixando livre o caminho para Aldrin.
Portanto, fazia mais sentido que Armstrong saísse em primeiro lugar.
Nos últimos anos, mesmo com a existência dessa história da escotilha (sustentada inclusive por alguns dos participantes do programa espacial), comenta-se que os diretores da NASA, quando escolheram quem teria a honra de ser o primeiro a pisar em solo lunar, trocaram Aldrin por Armstrong por outra razão.
É que eles acharam que Armstrong lidaria melhor com a fama ao retornar para a Terra. E a escotilha apenas lhes deu a desculpa de que precisavam.
EU blog, TW itter
Você sabia que, durante a missão Gemini 12 em 1966, EU fiz o primeiro selfie espacial?
Buzz Aldrin
Não diga? Sempre que for o primeiro em qualquer coisa me tuíte a respeito.
Original: EM, 27/07/2014
Tem buzuzu no bafafá
Nos últimos dias, levantou uma nuvem de poeira na comunidade científica dos EUA. Devido às movimentações dos políticos (em geral republicanos) no Congresso norte-americano para redefinir os objetivos da NASA.
Crescem as dúvidas sobre se eles ainda vão autorizar os gastos que serão necessários para a NASA levar a cabo as missões previstas, entre as quais a de enviar uma missão tripulada a Marte até 2037.
Em meio a essa polêmica, o lendário astronauta Buzz Aldrin, de 85 anos, deu também o seu pitaco. Deixando-se fotografar em Stonehenge, em uma pose épica (que lembra Superman), com a camisa à mostra. Nesta se lia:
"Vire seu c* para Marte" (em tradução aproximada).
N. do E.
Buzz Aldrin é uma das celebridades internacionais favoritas. Outras são: Chuck Norris, Justin Bieber, Lady Gaga e Stephen Hawking.
Original: EM, 22/03/2015

sexta-feira, 12 de junho de 2015

ENCONTRE SEU ANJO DA GUARDA

Não é só o Pedro Bial que lida com anjos.
No site Lidia Frederico2006-2015 Lidia Frederico. All rights reserved) você coloca a sua data de nascimento e encontra o nome do seu anjo da guarda. Em seguida, clicando sobre o nome revelado você lê o currículo do seu anjo.
O currículo abrange, entre outras informações, a categoria, o tipo de influência, o número da sorte, os salmos de referência e a agenda do anjo. Fiquei sabendo, por exemplo, que o meu anjo da guarda, o Lelahel, está presente na Terra de 1:40 am a 2:00 am.
A melhor parte é quando Lidia descreve os anjos contrários. É aí que ela revela seus verdadeiros medos.
Não sei onde Lidia Frederico estudou Angelologia para elaborar seu calendário eletrônico. De qualquer modo, não percebeu um deslize que a Autoridade Celestial cometeu.
Créditos para mim que levantei a tal lebre. Quando fui ver quem seria o responsável pelo dia 29 de fevereiro (tenho fixação pela data) e surpreso descobri:
– O calendário não traz a data nem o anjo!
O que fez John Walkenbach exclamar no Google+:
– Yikes! A flaw in the system.
E L Turner:
– Evidently God is on military time.
Tempo militar é a contagem do tempo pelo "relógio de 24 horas", isto é, sem os sufixos "am" e "pm". Piada mais sem graça, essa do Turner. Deus é exceção. A agenda de seus mensageiros ainda é pelo "relógio de 12 horas".
Aqui, invoco a Declaração Universal dos Direitos Humanos, em seu artigo 2º, que diz:
Todos os seres humanos têm os mesmos direitos, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de data de nascimento ou de qualquer outra situação.
O problema é muito sério, gente. Fosse para proteger aquele que vem ao mundo em 29 de fevereiro apenas no dia em que ele faz aniversário seria a maior moleza. Um dia de vigilância a cada quatro anos. Até o chato de um querubim, na expressão do Chico, daria conta do recado. Mas os bissextos precisam de proteção todo dia que Deus dá. No tempo militar isso significa: o ano inteiro.
A Autoridade Celestial não pode deixar a solução do problema para as calendas gregas. Ainda que estejam faltando (por uns tempos) asas para o trabalho. Minha ideia é que se designe o santo do dia. No caso, o santo arcebispo Osvaldo, sobrinho de santo Otão (que não deve ser confundido com o santo rei Osvaldo, all English people).
A história fala dele como um homem de grande zelo pastoral, de edificante generosidade para com os pobres, de trato dedicado e bondoso. Sua vida foi austera até à severidade, levando a vida nos moldes da mais rígida disciplina monástica.
Até falecer em 992, no dia 29 de fevereiro, e o povo de imediato lhe tributar o culto da veneração. Uma distinção que a Igreja em tempo hábil ratificou, ao inserir Osvaldo no catálogo dos santos.
Não cobro nada (nem indulgências) pela sugestão. (PGCS)
Original: EM, 20/03/2015
Poemeu
DESCUBRAM SEUS ROSTOS

terça-feira, 2 de junho de 2015

ESTATÍSTICAS DE BLOGs

Fonte: Blogger
2 de junho de 2015 (20:00)
EntreMentes
Endereço eletrônico: http://blogdopg.blogspot.com.br
Data da criação: 18 de novembro de 2006
Nome original: Blog do PG
Temática: humor, arte, cultura, ciência, tecnologia, internet, curiosidades, história, política etc.
Colaboradores: Nelson José Cunha e Fernando Gurgel Filho
Visualizações de página: 597.391
Número de postagens: 6.935
Postagens mais populares: PPD e tuberculose, Altura x envergadura, Pílulas do mato, Mulheres gozando e Nervos cranianos
Comentários: 1.777

Linha do Tempo
Endereço eletrônico: http://gurgel-carlos.blogspot.com.br
Data da criação: 9 de outubro de 2007
Nome original: Família Gurgel Carlos
Temática: sobre a família cearense Gurgel Carlos, os bairros de Otávio Bonfim e Cocó, a cidade de Fortaleza, com seus bares e restaurantes das décadas de 1970, 80 e 90, as cidades de Acarape, Redenção e Senador Pompeu, no Estado do Ceará, a Faculdade de Medicina da UFC, minhas caminhadas e viagens e os fatos pitorescos.
Colaboradores: Fernando Gurgel Filho e Carlos José Holanda Gurgel
Visualizações de página: 80.472
Número de postagens: 488
Postagens mais populares: ORIGEM DA FAMÍLIA GURGEL DO AMARAL / AMARAL GURGEL, AS PÍLULAS DO MATO, A ARTE DAS GARRAFAS DE AREIAS COLORIDAS, FERNANDO NOGUEIRA GURGEL e A GENEALOGIA DA FAMÍLIA GURGEL
Comentários: 199

Preblog
Endereço eletrônico: http://preblog-pg.blogspot.com.br
Data da criação: 22 de novembro de 2007
Temática: literatura
Visualizações de página: 22.622
Número de postagens: 445
Postagens mais populares: A CRÍTICA PUBLICADA SOBRE A OBRA LITERÁRIA DE PAULO GURGEL, ESCREVENDO COM NÚMEROS, FITAS DE MÁQUINA, BOATOS e MÉDICOS: POESIA E PROSA
Comentários: 37

Acta Pulmonale
Endereço eletrônico: http://airblog-pg.blogspot.com.br
Data da criação: 5 de fevereiro de 2010
Temática: pneumologia, informações e curiosidades sobre a respiração, o condicionamento físico, a atmosfera terrestre e outros assuntos correlatos.
Visualizações de página: 83.363
Número de postagens: 759
Postagens mais populares: 34 - O bacilo que não desbota, 228 - Vagina dentata, 87 - Altura x envergadura, 274 - A Pegada Ecológica e 284 - O triângulo da morte
Comentários: 92

Slideshows do PG
Endereço eletrônico: http://slideshows-pg.blogspot.com.br
Data da criação: 13 de abril de 2010
Temática: slideshows
Visualizações de página: 11.247
Número de postagens: 361
Postagens mais populares: COMO SE VINGAM AS MULHERES, DESENHANDO COM O TECLADO, BUROCRATAS, PHOTOBOMBERS e OS PEITOS QUE VOCÊ VÊ NA INTERNET
Comentários: 7

terça-feira, 12 de maio de 2015

MÉDICOS CONTAM CAUSOS DA CASERNA

1
Meia-Volta, Volver!
... Por trás dos muros altos, das guaritas com sentinelas, do corpo da guarda das unidades militares, onde os pilares da hierarquia, disciplina e rigidez dos horários são levados ao fiel cumprimento de servir à Pátria pelos cidadãos fardados, Marcelo Gurgel mostra o lado engraçado do dia-a-dia de hospitais e quartéis, através de fatos narrados por médicos que, em sua ampla maioria, serviram ao Exército e à Aeronáutica.
... Aos leitores de "Meia-Volta, Volver!", a certeza de que terão momentos de leitura prazerosa de acontecimentos de uma instituição de credibilidade secular inabalável, que é o grupo formado pelas Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica).
Francisco Einstein do Nascimento
Tenente Coronel Farmacêutico do Exército Brasileiro
Autores (17)
– Ana Margarida Furtado A. Rosemberg
– Breitner Gomes Chaves
– Erik Frota Haguette
– Fernando Antônio Siqueira
– Francisco Jean Crispim Ribeiro
– Francisco José Costa Eleutério
– Francisco José P. de Andrade Reis
– Francisco Sérgio R. de Paula Pessoa
– José Adão Lopes
– José Luciano Sidney Marques
– José Ramon Porto Pinheiro
– Luiz Gonzaga Moura Jr.
– Luiz Gonzaga Porto Pinheiro
– Marcelo Gurgel Carlos da Silva (org.)
– Natanael Charles Monte Cruz
– Paulo Gurgel Carlos da Silva
– Walter Gomes de Miranda Filho
Ficha técnica
Capa: Isaac Furtado | Projeto e editoração: Gilberlânio Rios | Revisão: Marcelo Gurgel e Márcia Gurgel Adeodato | Tiragem: 500 exemplares | Gráfica: Expressão | Ano: 2013 | 112p. – il. | ISBN: 978-85-901655-7-6 | Lançamento: 09/12/2013, às 19h30, no Auditório do Edifício-Sede da Unimed Fortaleza
2
Ordinário, Marche!
Em 5 de maio, aconteceu no auditório da Unimed-Fortaleza o lançamento de "ORDINÁRIO, MARCHE! - Médicos contam causos da caserna", um livro organizado pelo colega Marcelo Gurgel.
A obra, que reúne textos de 16 médicos escritores, tem o prefácio escrito pela Dra. Celina Côrte Pinheiro – presidente da Sobrames-CE, e o posfácio, pelo Cel. Fernando Furlani – coronel do corpo de bombeiros, advogado e sociólogo.
O Coral da Unimed abrilhantou o evento.
Autores (16)
– Ana Margarida Furtado Arruda Rosemberg
– Fernando Antônio Siqueira Pinheiro
– Fernando Cavalcanti
– Francisco José Costa Eleutério
– Francisco Sérgio Rangel de Paula Pessoa
– Helano Neiva de Castro
– José Luciano Sidney Marques
– José Maria Chaves
– José Ramon Porto Pinheiro
– Lucimar Castro de Sousa Filho
– Luiz Gonzaga Moura Jr.
– Luiz Gonzaga Porto Pinheiro
– Marcelo Gurgel Carlos da Silva (org.)
– Paulo Gurgel Carlos da Silva
– Vladimir Távora Fontoura Cruz
– Walter Gomes de Miranda Filho
Ficha técnica
Capa: Isaac Furtado | Projeto e editoração: Alexssandro Lima | Revisão: Marcelo Gurgel e Márcia Gurgel Adeodato | Ilustrações: Benes | Tiragem: 500 exemplares | Gráfica: Expressão | Ano: 2015 | 112p. – il. | ISBN: 978-85-420-0549-3 | Lançamento: 05/05/2015, às 19h30, no Auditório do Edifício-Sede da Unimed Fortaleza
O capítulo ÍNDIOS NO EXÉRCITO BRASILEIRO, que figura na presente coletânea, é de minha autoria.

domingo, 12 de abril de 2015

PIPOCAS

A história da pipoca no cinema
A pipoca realmente decolou nos EUA em meados da década de 1880, mas levaria 50 anos para se tornar o petisco favorito nos cinemas. De acordo com Andrew Smith, autor de "Popped Culture: A Social History of Popcorn", inicialmente os donos das salas de cinema não aceitaram a ideia da pipoca. Eles tinham belos tapetes e carpetes e não queriam por lá a pipoca (que podia sujar o recinto).
Então, a Grande Depressão aconteceu. Os filmes passaram a ser um entretenimento popular e barato. Vendedores de pipoca, do lado de fora, também forneciam um lanche igualmente barato.
Foi somente no início da década de 1930 que uma empresária chamada Julia Braden, de Kansas City, convenceu proprietários a colocar quiosques de pipocas no interior de cinemas. Naturalmente, outros proprietários foram estabelecendo também seus próprios estandes.
Assando na pipoqueira
Comer pipoca no cinema faz a publicidade ineficaz (em breve no Blog, mas não a seguir)
Original: EM, 26/10/2013
Comer pipoca no cinema faz a publicidade ficar eficaz
Philip Oltermann, de Berlim
Comer pipoca no cinema pode ser irritante, e não apenas para os colegas cinéfilos. Pode irritar também os anunciantes.
Um grupo de pesquisadores da Universidade de Colônia, Alemanha, concluiu que mastigar nos torna imunes à publicidade no cinema.
A razão pela qual os anúncios conseguem fixar em nossos cérebros o nome de um produto é que nossas bocas simulam, automaticamente, a pronúncia desse nome quando o ouvimos pela primeira vez. E, toda vez que reencontra o nome, a boca, inconscientemente, torna a praticar sua pronúncia.
De acordo com um estudo publicado no Journal of Consumer Psychology, esse "discurso interior" pode ser perturbado pelo ato da mastigação.
Siga lendo o artigo em Psychology, The Guardian
Original: EM, 23/11/2013
02/12/2013 - Surge a primeira observação sobre comer pipoca vendo TV
30/11/2014 - Calor e cremação
Pipocas!

quinta-feira, 12 de março de 2015

QUEM DOA SÊMEN MERECE UMA FOLGA MAIOR

"Detalhes, por favor!"
É o apelo dos médicos de todo o mundo para que deem a explicação do que realmente aconteceu em Wuhan, na China. A esperança é de que os médicos que socorreram um colega publiquem um relatório formal do caso, de preferência numa revista médica de boa qualidade. O caso, até agora, só foi publicado na imprensa leiga. Existe a possibilidade de que alguns detalhes tenham sido exagerados; outros, negligenciados.
Aqui é uma parte do que saiu numa reportagem, a 11 de setembro de 2014, no Want China Times:
Um tribunal rejeitou o recurso interposto pela família de um estudante de doutorado que morreu repentinamente em 2011, quando fazia uma doação de esperma. Considerando que o estudante se apresentara voluntariamente para a doação e que esta inclusive tinha sido uma atividade extracurricular.
O homem, de sobrenome Zheng, fazia o seu doutorado em um hospital universitário (não citado na reportagem) da cidade. Em 2010, ele concordara em ajudar nos testes operacionais do banco de sêmen da universidade antes de sua abertura oficial.
Zheng havia doado esperma quatro vezes ao longo de um período de 11 dias. Quando doou pela quinta vez, em 12 de fevereiro, ninguém o viu saindo da sala de doação. A equipe que entrou na sala, quase duas horas depois, encontrou-o inconsciente no chão.
Diante da impossibilidade de reanimá-lo, ele foi declarado morto na cena do crime.
Original: EM, 09/02/2015
UMA DISPUTA DE PROPRIEDADE
Justiça americana decide: Esperma é propriedade da mulher!
Usar esperma para engravidar sem autorização do homem não caracteriza roubo porque "uma vez ejaculado, o esperma se torna propriedade da mulher".
O entendimento é de uma corte de apelação em Chicago, nos Estados Unidos, que devolveu uma ação por danos morais à primeira instância, para análise do mérito. Nela, o médico Richard Phillips acusa a colega Sharon Irons de "traição calculada, pessoal e profunda", ao final do relacionamento que mantiveram há seis anos.
Sharon teria guardado o sêmen de Richard, depois de fazerem sexo oral, e usado o esperma para engravidar.
Richard Phillips alega ainda que só descobriu a existência da criança quando Sharon ingressou com ação exigindo pensão alimentícia.
Depois que testes de DNA confirmaram a paternidade, o médico processou Sharon por danos morais, roubo e fraude.
Os juízes da corte de apelação descartaram as pretensões quanto à fraude e roubo, afirmando que "a mulher não roubou o esperma".
O colegiado levou em consideração o depoimento da médica, onde ela afirma que quando Richard Phillips ejaculou, ele entregou seu esperma, deu "de presente".
Para o tribunal, "houve uma transferência absoluta e irrevogável de título de propriedade, já que não houve acordo para que o esperma fosse devolvido".
Original: EM, 07/05/2011
Correspondência
Sr. Editor,
A notícia é esta. Falta agora verificar se o fato realmente ocorreu. (1) Se ocorreu, é a prova definitiva que os homens não mandam mais em porra nenhuma. (2)
Nelson Cunha
Notas do Editor
(1) O Judicial Accountability  garante que aconteceu.
(2) Mandam, mas para não sofrerem perdas físicas e judiciais é preciso que estejam dirigindo a propriedade. Como o cara desta fotografia:

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Q33 NY

Uma previsão do Word
Esta eu li no Blog do Nassif.
A jornalista Alcinéa Cavalcante, usando o Microsoft Word como editor de texto, escreveu a expressão Q33 NY. A seguir, selecionou-a e mudou-a para a fonte Wingdings.
Veja o que ela encontrou:



Um resultado esquisito e surpreendente, pois Q33 NY era o endereço das torres gêmeas do World Trade Center.
Comentário
Se, até o momento, Bill Gates não foi convocado para depor é porque as autoridades norte-americanas ainda estão batendo cabeças.
Original: EM, 01/03/2008
Previsão ou pós-visão?
Agora falando sério. Quanto a estabelecer uma relação entre os atentados terroristas contra as torres gêmeas de NY e os caracteres existentes no Wingdings (Programa Word) para a expressão Q33 NY, não passa tudo de um conjunto de pseudo-evidências. Apesar de que eu já tergiversei sobre elas, dias atrás (01/01).
Senão, vejamos:
O Q traz a figura de um avião, certo, mas foram dois os aviões envolvidos nos atentados (um para cada torre).
O 3 é na verdade a representação de um documento de texto, dentro de uma seqüência em que o 1 é uma pasta, o 2 é um documento de canto dobrado (ver ilustração ao lado) e, por conseguinte, a simbologia relacionada com o número 33 não estaria a significar as torres do WTC.
O N como um símbolo da morte (caveira sobre ossos) é irretorquível.
Já a Estrela de Davi, que se relaciona com a letra Y, a sua decodificação fica ao arbítrio de quem interpreta a "previsão". No caso, mais plausível teria sido a presença de outro símbolo (que corresponderia à letra Z no Wingdings), por evocar este último a crença dos autores dos atentados.
Em suma, são apenas algumas coincidências. Tornadas mais verossímeis por uma boa "forçação de barra".
Original: EM, 05/03/2008

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

SELFIES, BELFIES...

O QUE HÁ DE NOVO EM SELFIES
O Selfie Brush
É uma escova de cabelo cujo lado de trás funciona como um suporte para o telefone móvel. Além de vir a escova com um espelho para se certificar de que os cabelos vão sair corretamente no autorretrato.
Não sabe o que dizer?
Ah, sim, o Selfie Sombrero é ainda pior.
O Selfie Sombrero
A escolha de um sombrero, em vez de um outro tipo de chapéu, é devido ao aro circular ininterrupto do sombrero. O que possibilita o usuário girar o dispositivo fotográfico até 360º na borda do sombrero em busca da pose perfeita. E, por ser um tablet (e não um smartphone), a tela de visualização é muito maior.
Mas o sombrero tinha de ser nessa cor rosa cintilante?
Não vou chutar desta vez o pau de selfie. Fica para outra ocasião.
Original: EM, 09/01/2015
CHUTANDO O PAU DE SELFIE
Dias atrás, eu prometi chutar o pau de selfie. Com a disposição de quem chuta o pau de uma barraca, aqui estou para pagar a promessa.
Considerado o legítimo sucessor do pau de dar em doido, o pau de selfie apareceu no Ano da Graça, digo, do Narciso de 2014. Inicialmente, como um acessório para o go-pro. Só que a galera logo descobriu que, se atachasse nele um telefone celular, teria em mãos o seu "go-pobre".
Já faz parte da bagagem dos aficionados pelos autorretratos. Seu habitat são as praias, os restaurantes, os  points da moçada.
Vê aquele grupo de amigos na mesa ao lado?  Não demora, um deles vai tirar o pau da mochila, estendê-lo com um smartphone na ponta e... cheese – fotografar a "tchurma". O bastão inclusive dispensa a colaboração do garçom, o que é uma lástima.
Pois bem, uma das atribuições dos garçons já foi o de fazer selfies de grupos. E como eles vinham ficando habilidosos. Tinha garçom pensando em jogar o menu para o alto e, lastreado na experiência recém-adquirida, repetir a carreira internacional do Sebastião Salgado.
O pau de selfie acabou com o sonho deles. Bem feito por estar sendo agora banido dos estádios de futebol!
Mas...
Como fazer selfie ficou muito batido, a onda agora é fazer belfie. O belfie é o selfie do bumbum. Mas, como acontece com o selfie, precisa também de um pau. E foi para atender a essa emergente necessidade que surgiu o Belfie Stick.
Criado por uma empresa norte-americana, o Belfie Stick é um extensor ajustável e com uma dobra no meio, o que permite o usuário escolher o melhor ângulo para fotografar o respectivo traseiro. Não é todo garçom que tem sensibilidade e paciência para isso.
Kardashian e outras celebridades calipígias já aderiram a essa moda dos belfies.
Chuto o pau de selfie, mas não o de belfie. Eu sou lá de chutar o que está a serviço da preferência nacional!
Original: EM, 11/01/2015

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

HOMENS MISERÁVEIS

1
No Instagram há uma página que reúne centenas de fotos de homens entediados, sonolentos e até mesmo dormindo em locais inapropriados.
Eles cumprem a monótona missão de acompanhar as mulheres que estão fazendo compras em lojas e shopping centers.
Siga-os em Miserable Men.
Estas cenas deprimentes deixariam de acontecer se as lojas e os shoppings adotassem uma solução humanizadora, o BOOB PIT.
Original; EM, 04/04/14
2
A conta Miserable Men, no Instagram, é dedicada a fotos de homens tristemente presos em ambientes de varejo por suas companheiras adeptas do consumismo. Que época do ano poderia ser melhor para captar essas fotos do que depois do Natal? Quando as clientes inundam os shoppings, para trocas e devoluções, ansiosas para conferir as pechinchas do após-feriado? Pode ser uma adrenalina para muitas mulheres, mas os shoppings são o último lugar em que muitos homens querem gastar suas horas.
Vamos torcer para que estas sofridas criaturas, depois que suas mulheres tenham se afastado das gôndolas e das cabines de provas, possam desfrutar de um bom bife e de alguns drinques como uma forma de reparação pelas longas esperas.
Recordar também que já falamos do BOOB PIT, uma solução realmente humanizadora para os homens. Mas os administradores dos shoppings centers teimam em não aceitar minha sugestão.
Original: EM, 30/12/2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

CRIADOR E CRIATURA

"Todas as crianças, exceto uma, crescem. Elas logo sabem que vão crescer (...) este é o começo do fim." 
Eis o início da clássica história em que o escritor James Barrie nos apresenta a turma de Peter Pan. Parece inocente, mas um olhar sobre a vida de Barrie dá um toque meio sinistro a essa história.
EU NÃO VOU CRESCER
"Toda a vida de James Barrie levou à criação de Peter Pan ", escreveu um dos seus biógrafos.
O ponto crucial aconteceu em 1866, quando Barrie, o caçula de uma família escocesa de dez filhos, tinha 6 anos: o irmão David, o orgulho da família, morreu em um acidente de patinação. A mãe de Barrie ficou arrasada. Para consolá-la, James começou a imitar o modo de falar e os maneirismos de David. Este comportamento bizarro continuou por anos. E o mais estranho: quando James chegou aos 13, a idade em que David tinha morrido, ele literalmente parou de crescer.
Ele não ficou mais alto do que 1,53 m, tinha a voz fina e estridente, e não fez a barba até que tivesse 24 anos.
Original: EM, 12/12/2014
A SÍNDROME DE PETER PAN
Esta síndrome teve a possibilidade da existência levantada pelo Dr. Dan Kiley em seu livro "The Peter Pan Syndrome: Men Who Have Never Grown Up", de 1983. Para designá-la, o autor inspirou-se em Peter Pan, personagem de uma peça de teatro e livro homônimo, que vivia na Terra do Nunca onde os garotos nunca envelhecem.
O portador desta síndrome, segundo Kiley, tende a apresentar rasgos de irresponsabilidade, rebeldia, cólera, narcisismo, dependência e negação ao envelhecimento.
No entanto, não há consenso de que esta síndrome seja uma doença psicológica real e, por isso, não está referenciada nos manuais de transtornos mentais. Não consta, por exemplo, no DSM IV.
A propósito 
Como se parecem atualmente (no plano físico) Lucy, Linus e Charles Brown?
Original: EM, 12/04/2014

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

LADY GODIVA

Haicai

Esperar Godot
que não vem? Oh, eu prefiro
esperar Godiva.
Original: 18/06/2007
Contra os impostos cavalares
Diz a lenda que a bela Lady Godiva teve pena do povo de Coventry, Inglaterra, que sofria com os altos impostos cobrados pelo marido Leofric, o Duque de Mercia. E tanto apelou a Leofric, que ele aceitou reduzir os impostos. Sob uma condição: Lady Godiva deveria cavalgar nua pelas ruas de Coventry.Ela aceitou o desafio e deu ordem a que todos os moradores da cidade se fechassem em suas casas ("não quero voyeurismo por aqui") enquanto ela passasse despida.
A lenda também diz que somente uma pessoa se atreveu a olhá-la durante a cavalgada. Um tal "Peeping Tom" que, como consequência do tresloucado ato, ficou cego.
Gostando ou não do que a mulher fez, Leofric manteve a palavra e baixou os impostos de Coventry, até então bem cavalares.

É possível que a nudez de Godiva tenha se restringido a uma falta de adereços e de jóias preciosas, marcas da nobreza a qual ela pertencia. Ah, bom!
Original: EM, 22/10/2009
Peeping Tom Cat
Este gato - a espiar através da janela - é uma versão felina de Peeping Tom, um dos personagens da lenda de Lady Godiva.
Peeping Tom atreveu-se a espiar Lady Godiva despida, em sua cavalgada pelas ruas de Coventry. Fez isso enquanto todas as pessoas da cidade se trancavam em suas casas para não violar a nudez de Godiva. E ficou cego.
Espero que o mesmo desfecho não aconteça com o gato ao lado.
Original: EM, 13/07/2010
Quem conta um conto...
A história de Lady Godiva, uma nobre inglesa do século XI, já foi aqui contada.
Vindo a pelo:
O seu marido Leofric aumentara os impostos de Coventry, e Lady Godiva achou que eles ficaram exagerados. Não só ela.Todos os contribuintes da cidade acharam, pois ninguém gosta mesmo de pagar impostos. Diante de tal reação, o marido prometeu que reduziria os impostos. Se... Godiva andasse nua pelas ruas da cidade. Acreditando que ela não faria tal coisa, porém ela o fez.
Embora Lady Godiva tenha existido e Coventry seja uma cidade real, a autenticidade dessa cavalgada despida (de interesses subalternos) permanece até hoje contestada. Não foi por acaso que, numa abordagem anterior, deixei uma brecha para explicar a nudez de Lady Godiva.
Teria sido uma nudez apenas de adereços.
Quanto à elucidação da causa da cegueira de Peeping Tom, não vejo que importância tenha para deixá-la em consulta pública na internet.
Original: EM, 11/04/2015