quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

PENSAMENTOS

Eu não vou dar ouvidos à razão. A razão sempre tem razão.
****
Nenhum homem pode manter, por muito tempo, uma aparência para o mundo e outra para si mesmo. Um belo dia sai de casa com as meias desiguais.
****
Consulte seu coração. Ele é o tipo do oráculo doméstico que, muitas vezes, prevê coisas importantes embora - suprema ironia - falhe nos enfartes.
****
Nossa vida é uma trama ininterrupta de subidas e descidas. Daí ser tão popular a montanha-russa.
****
O caráter se manifesta nas grandes ocasiões. Festas a caráter, por exemplo.
****
Tanto na solidão como em sociedade você poderá falhar. Só que, no primeiro caso, não surpreenderá rostos alegres.
****
Primeiro, diga a si mesmo o que você deseja ser; depois, cresça e apareça.
****
Muito cedo na vida eu tive de escolher entre a arrogância honesta e a humildade hipócrita. Aos boçais: adivinhem por qual eu optei.
****
A felicidade depende, antes de tudo, de uma interioridade equilibrada, a qual não se consegue apenas aprumando o corpo.
****
Bem-aventurado o que suporta com denodo a provação porque, depois de ter sido provado, o terno ficará irreprochável.
****
Se você está de pé, bem ereto, não se incomode se a sombra estiver curvada. Sombra, às vezes, faz feio quando bebe.
****
Aos que me picham: eu mostro onde tem muro para isso.
****
Nenhum sofrimento ou provação é total... sem uma mãozinha do governo.
****
Dor e prazer se acham tão próximo no ser humano que, às vezes, dá curto-circuito.
****
Eu, que me queixava de não ter sapatos, soube de um crocodilo que morreu pela causa.

Nenhum comentário: